Botucatu, domingo, 22 de Setembro de 2019

Cidade / Geral
14/04/2019

Esquadrilha da Fumaça faz apresentação no aeroporto de Botucatu depois de 10 anos



Fotos: Valéria Cuter

 

Em, aproximadamente, 40 minutos, foram muitas manobras com as aeronaves voando em círculo, em dupla ficaram de cabeça para baixo, às vezes sozinhas, um dos aviões ainda chegou a girar no ar, com esse estivesse caindo

 

Centenas de pessoas estiveram no Aeroporto “Tancredo Neves”, em Botucatu, na tarde deste domingo (14) para ver de perto a apresentação da Esquadrilha da Fumaça, da Força Aérea brasileira (FAB), com sua nova frota de aeronaves, que voltou à Cidade depois de 10 anos.

A esquadrilha é um dos pontos altos na carreira da FAB e usa aviões do mesmo modelo aplicado na defesa de fronteiras e formação de pilotos. São os aviões chamados de super tucanos.  A exibição dos pilotos faz parte das comemorações do 164º aniversário da Cidade.

A apresentação começou pouco depois das 16h quando os pilotos primeiro fizeram um voo de reconhecimento aéreo, para verificar qual o espaço teriam disponível para as manobras (qual é o teto, ou seja, altura das nuvens), e também possíveis obstáculos, já que o tempo estava nublado.

Em, aproximadamente, 40 minutos, foram muitas manobras com as aeronaves voando em círculo, em dupla ficaram de cabeça para baixo, às vezes sozinhas, um dos aviões ainda chegou a girar no ar, com esse estivesse caindo. A manobra mais arriscada foi a famosa "lancevack", quando o avião faz uma série de cambalhotas para frente.

Vale destacar que o comando da FAB aponta que qualquer piloto da Força Aérea pode integrar a Esquadrilha da Fumaça. São necessárias 1.500 horas de voo de experiência para candidatar-se às acrobacias aéreas, muito mais que as horas exigidas para piloto comercial.

 









© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.