Botucatu, domingo, 22 de Setembro de 2019

Cidade / Geral
16/04/2019

Sócios da ACEB elegem nova diretoria e mantém Emílio Angella na presidência



Como metas para a próxima gestão, Angella frisou que a entidade buscará a ampliação de convênios, novas parcerias e serviços entre empresas e a associação, tendo por objetivo reforçar a marca junto ao empresariado local

 

A Associação Comercial e Empresarial de Botucatu (ACEB) empossou na última quarta-feira, 10, sua nova diretoria para o biênio 2019/2021.  O atual presidente, Emílio Angella Neto permanecerá no comando da entidade, com algumas mudanças significativas em seu quadro administrativo. Como vice-presidente foi nomeado o empresário Wilson César Da Cruz.

A escolha dos novos membros da ACEB ocorreu por aclamação entre os associados. Também compõem a Diretoria Executiva da entidade os empresários Ricardo José Pauletti (secretário) e Júlio Marcos Calonego (tesoureiro). O Conselho Fiscal terá a presidência de João Batista Ribeiro, além de James Sales Pereira e Carlos Roberto de Souza (membros). Dentro do Conselho Deliberativo estarão Carlos Alberto Fumes, Sacae Watanabe e Flávio Fogueral como integrantes. A associação ainda terá como conselheiros, Donizete Aparecido Manzini, Maria Assumpta Sartor de Oliveira e Antônio Cecílio Júnior.

Como metas para a próxima gestão, Angella frisou que a entidade buscará a ampliação de convênios, novas parcerias e serviços entre empresas e a associação, tendo por objetivo reforçar a marca junto ao empresariado local. “Hoje temos uma carteira de convênios e benefícios ao associado em amplos segmentos, seja no próprio comércio ou em outros segmentos. Isso deve ser uma das principais metas desta nova gestão, a de ampliar o portfólio de empresas parceiras seja na oferta de descontos em produtos e serviços, ou mesmo em projetos que favoreçam o desenvolvimento econômico local”, salientou.

Outro ponto para seu mandato é a implantação do novo escritório da Junta Comercial do Estado de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de Botucatu. “A nova unidade favorecerá a abertura de empresas já que dinamizará os trâmites burocráticos, além de gerar economia a quem pretende investir não somente em Botucatu, mas em cidades do entorno. A Associação Comercial empenhou-se ao apresentar um projeto viável e, por intermediação das forças políticas como do deputado estadual Fernando Cury, do ex-prefeito João Cury e do prefeito Mário Pardini, conseguimos viabilizar este escritório. A Câmara Municipal teve importante papel ao aprovar este convênio, em novembro do ano passado. Agora, é trabalhar para que a unidade seja efetivamente disponibilizada a quem empreende”, disse.

Em balanço da gestão passada, Emílio Angella Neto frisa a reestruturação da entidade e a mudança de perfil nos serviços prestados. Um dos avanços, segundo frisa o presidente, foi  a automação do sistema de consultas e inserção de consumidores e empresas com débitos em atraso. “Com isso, empresas associadas têm acesso remoto e contínua na plataforma, podendo fazer o procedimento a qualquer momento do dia e da semana. Ainda capacitamos nossas equipes para o atendimento presencial, para que tanto consumidores quanto empresários (as) tenham a máxima assistência nas consultas das listas de inadimplência de crédito, além das demais demandas dos (as) associados (as) dentro de nosso rol de serviços”, ressaltou.

Fundada em 1922, a Associação Comercial e Empresarial de Botucatu conta atualmente com mais de 500 associados nos segmentos comercial, industrial, agropecuário e prestação de serviços. O trabalho de base da Associação tem se dedicado a oferecer e aprimorar serviços de apoio e proteção às atividades comerciais e de prestação de serviços, sempre com objetivo de representar, desenvolver e valorizar a classe empresarial e favorecer o desenvolvimento do mercado de consumo, redução do risco de inadimplência, ampliação das possibilidades de crédito, integração e lazer, além de convênios e parcerias.

Da Assessoria










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.