Botucatu, segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Cidade / Geral
14/05/2019

Prefeitura cita Ministério Público como parceiro para apurar fraudes em residenciais



Objetivo é que as unidades devem ser habitadas, exclusivamente, por quem realmente precisa e por quem foi sorteado, sendo que denúncias também chegaram até a Câmara Municipal

 

“Participei nesta segunda-feira de uma importante reunião na Procuradoria do Ministério Público Federal, sobre as investigações dos imóveis mal utilizados nos residenciais Santa Maria e Caimã”, foi o que disse o prefeito Mário Pardini sobre denúncias de possíveis fraudes em unidades habitacionais.

O chefe do Executivo ainda ressaltou que o procurador Pedro de Oliveira Machado se surpreendeu com a postura da Prefeitura de Botucatu e colocou o MPF com parceiro. “Faremos um plano de ação para que todas as denúncias sejam investigadas e os imóveis tenham uma destinação correta. Estamos fazendo a nossa obrigação: agir com verdade, justiça e empenho, por aqueles que mais precisam”, ressaltou.

Também no dia 25 de abril, na Superintendência Regional da Caixa Federal, em Bauru, o prefeito Pardini acompanhado do secretário de Habitação, José Carlos Broto, esteve reunido com os representantes da empresa para alinhar estratégias de apuração de denúncias de ocupação irregular de imóveis no Caimã e no Santa Maria.

“Esses projetos habitacionais devem ser habitados, exclusivamente, por quem realmente precisa e por quem foi sorteado. Denúncias também chegaram até os vereadores da Câmara Municipal que elaboraram requerimentos contra a ocupação irregular. Vamos trabalhar neste sentido. Junto a Caixa e MPF alinhamos também o desejo de anualmente realizarmos uma atualização cadastral das pessoas contempladas por estes residenciais, ou seja, um pente fino rotineiro, também levando em conta essa premissa”, concluiu o prefeito.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.