Botucatu, terça-feira, 23 de Julho de 2019

Cultura / Educação
14/11/2018

Botucatu vai sediar a 1ª Conferência Hip Hop para dar visibilidade à sua cultura



Evento busca abordar temas que visam subsidiar o conhecimento da cultura hip hop, abrindo espaço para os debates contemporâneos e sociais que envolvem a linguagem como um todo

 

 

O Coletivo Hip Hop Botucatu, nascido por iniciativa independente das e dos artistas da linguagem, avaliando a necessidade de um diálogo mais aprofundado com as demais artistas e sociedade civil da cidade vai realizar a 1ª Conferência Municipal de Hip Hop  no dia 18 de novembro (domingo) a partir das 8hs, na Rua Reverendo Francisco Lotufo, 444, Centro, Botucatu.

Com uma intensa programação, a  Conferência abordará temas que visam subsidiar o conhecimento da cultura hip hop, abrindo espaço para os debates contemporâneos e sociais que envolvem a linguagem como um todo. O caráter introdutório das questões abordadas torna o espaço ideal para a participação de pessoas que estão se aproximando do hip hop e desejam desenvolver projetos artísticos, de pesquisa, ou mesmo apenas serem apreciadores da cultura, porém com maior propriedade sobre sua origem e estrutura.

“Um dos pontos altos da programação é o espaço auto-organizado de Mulheres no Hip Hop. Atualmente as mulheres têm demonstrado muita força organizativa diante das suas demandas e é necessário que elas tenham espaço para se colocarem dentro do Hip Hop  com suas pautas e forma própria de se organizarem dentro de uma linguagem que é muito marcada pela presença masculina”, coloca Tânia Berezukum, uma das organizadoras.Desta forma, desconstruindo muitos dos padrões e comportamentos machistas e sexistas que permeiam a linguagem”, acrescenta.

Segundo Tânia, a Conferência, também, cumpre um importante papel ao discutir as políticas públicas da cidade para a difusão, divulgação, promoção e formação nos elementos artísticos da linguagem (Graffiti / Breaking / DJ / MC e Conhecimento).  Para uma melhor fruição deste tema foi convidada a secretária da Cultura Cris Cury e Jonas Estevão, um dos membros do Coletivo Hip Hop que atualmente organiza o movimento Arte de Rua.

Para finalizar o espaço, haverá uma confraternização com apresentações dos participantes, onde todos poderão compartilhar suas produções e proporcionar um momento lúdico e artístico e a cultura e a manifestação política do hip hop se concretizam com maior expressividade. A ficha de inscrição já contempla perguntas para os artistas falarem sobre suas apresentações.

 

Programação

9h - Vídeos e Mesa Redonda sobre Hip Hop, sua história, contexto social e seus elementos em Botucatu.

Convidados: Nino Brown e Jonas Estevão

10h30 - Divisão de grupos para elaborar as demandas do Hip Hop

Graffiti / Breaking / DJ / MC e Conhecimento.

11h30 - Apresentação dos grupos, seus levantamentos e encaminhamentos

12h30 - Almoço no local, contribuição de R$ 5

13h30 - Espaço Auto-organizado: Mulheres no Hip Hop, momento de troca de ideia entre elas.

Organização: Natália Vicente e Jaqueline Vicente

14h30 Mesa redonda: Botucatu e as Políticas Públicas para o hip hop.

Convidada: Cris Cury (Secretária de Cultura de Botucatu) e Jonas Estevão (organizador Arte de Rua).

Mediação: Gustavo Mineiro

16hs - Plenária final

18hs - Apresentações artísticas










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.