Botucatu, sexta-feira, 24 de Maio de 2019

Cultura / Educação
08/01/2019

Botucatu promoverá exposição itinerante de gravuras por cidades da região



Desde a doação, as gravuras estavam guardadas, esperando verba para a realização de exposições e Botucatu foi contemplada com editais para exposições e manutenção do acervo, o que possibilitou a realização da apresentação

 

O Museu de Arte Contemporânea “Itajahy Martins” (MAC) e a Secretaria de Cultura de Botucatu promoverão uma exposição de gravuras em cidades do interior paulista. As obras fazem parte de um acervo cultural do MAC com mais de 430 gravuras e que foram adquiridas pelo Munícipio por meio do Instituto Itaú Cultural, em 2016. Exposições são gratuitas e abertas à população.

Desde a doação, as gravuras estavam guardadas, esperando verba para a realização de exposições. Botucatu foi contemplada com editais para exposições e manutenção do acervo, o que possibilitou a realização da apresentação das gravuras. A exposição ocorrerá primeiro em Sorocaba, durante o mês de fevereiro, depois Botucatu, que receberá as gravuras em abril - mês de aniversário da Cidade, e por fim em Bauru.

“Não vamos começar em Botucatu por uma falta de agenda do nosso Museu, que já tem uma exposição à disposição do público. Porém, essas exposições em outras cidades são extremante importantes, porque nos permite levar essas obras a mais pessoas e ainda promover uma troca de acervos e experiências com outros equipamentos culturais da região”, explicou Claudia Bassetto, diretora de Patrimônio da Secretaria de Cultura.

Esta será a primeira vez que parte do acervo de gravuras será exposto ao público. Das 430 obras, serão selecionadas 21 que serão encaminhadas para exposição em Sorocaba, Botucatu e Bauru.  “Para escolhermos as obras, estamos recebendo a orientação de um dos principais artistas de gravura do nosso acervo, Augusto Sampaio. Ele está nos dando todo o suporte, avaliando as peças e nos explicando quais as técnicas usadas nas obras e como devemos transportá-las para essas cidades”, salientou Claudia Bassetto.

Augusto Sampaio é artista plástico na área da produção gráfica há 20 anos e atuou também como curador da exposição para orientar sobre o atendimento educativo e o diálogo da exposição com o público. “Esta coleção de gravuras têm um valor muito significativo ao MAC, pela importância das obras. Temos aqui artistas de primeira grandeza, ateliês de impressão da mais alta qualidade. A doação dessas gravuras para o Museu de Botucatu mostra também a sua importância nacional, o prestígio e credibilidade nas exposições e atividades realizadas por ele”, destacou Augusto Sampaio.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.