Botucatu, terça-feira, 21 de Maio de 2019

Esporte / Saúde
21/01/2019

Vigilância Ambiental em Saúde registra caso de dengue no Distrito de Vitoriana



Trata-se um jovem que relata não ter se deslocado para outros municípios entre 3 e 15 dias antes do aparecimento de seus primeiros sintomas

 

A Vigilância Ambiental em Saúde, VAS, recebeu a confirmação de um caso autóctone de dengue, no Distrito de Vitoriana. Trata-se um jovem que relata não ter se deslocado para outros municípios entre 3 e 15 dias antes do aparecimento de seus primeiros sintomas. Por isso, caracteriza-se que a infecção pelo vírus da dengue ocorreu no próprio Município.

Os agentes de combate às endemias já realizaram ação de redução de criadouros e a busca ativa de novos casos suspeitos da doença, que não foram detectados até o momento.

“A última atividade de pesquisa larvária, realizada no fim de 2018, apontou que 3,75% dos imóveis da Cidade estavam com larvas do Aedes aegypti. Solicitamos que a população continue atenta não deixando recipientes em condições de acumular água parada e limpa”, afirma Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal.

A partir de terça-feira, 22, as equipes da VAS realizarão a aplicação de inseticida (nebulização) nas casas próximas ao caso confirmado, com o objetivo de combater possíveis mosquitos adultos infectados.

Durante a nebulização, a população deverá permanecer na calçada junto de animais domésticos e só retornar 20 minutos após o término da aplicação do inseticida. A Vigilância Ambiental orienta ainda que toda pessoa que apresentar sintomas de dengue como febre alta, dores de cabeça, dor no fundo dos olhos, dores musculares, cansaço e indisposição, deve procurar atendimento médico. O profissional de saúde, ao suspeitar da doença, irá notificar o fato. A partir de então se iniciam as ações de combate ao mosquito.

 

Como preparar o imóvel para receber a nebulização?

- Guardar em lugar fechado ou manter cobertos: alimentos, água e utensílios de cozinha; roupas limpas ou penduradas no varal (mesmo molhadas); bebedouros de animais, gaiolas de pássaros e aquários;

- Retirar ou manter levantadas roupas de cama e toalhas de mesa;

- Manter abertas portas, janelas e cortinas para facilitar a entrada do inseticida










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.