Botucatu, segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Esporte / Saúde
23/04/2019

Apenas 8% das crianças de até 6 anos foram vacinadas contra a Influenza



Foto - Divulgação

Gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocado pelo vírus da influenza, com grande potencial de transmissão. Inicia-se com febre, dor muscular, e tosse seca

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza já começou, mas muitas famílias ainda precisam comparecer nas Unidades de Saúde do Município para se vacinar. Em Botucatu, a Secretaria Municipal de Saúde estima que 45.593 pessoas devam ser vacinadas. São 9.142 crianças, 8.850 trabalhadores da Saúde, 1.293 gestantes, 213 puérperas, 17.392 idosos e 1.668 professores. Campanha segue até o dia 31 de maio.

A meta neste ano é que 90% dos grupos elegíveis sejam vacinados, porém, apenas 7,89% das crianças até 6 anos, 14,23% das gestantes e 27,23% das puérperas receberam a dose. Nos próximos dias 26 e 27, sexta-feira e sábado, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estarão vacinando cidadãos no Shopping Botucatu, durante todo o dia. Basta levar a carteira de vacinação e aproveitar a oportunidade.

A gripe (Influenza) é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocado pelo vírus da influenza, com grande potencial de transmissão. Inicia-se com febre, dor muscular, e tosse seca. Normalmente, tem evolução por tempo limitado, durando de um a quatro dias, mas pode se apresentar de forma grave e evoluir para sinusite ou até para um quadro pulmonar.

Nos próximos dias 26 e 27, sexta-feira e sábado, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estarão vacinando cidadãos no Shopping Botucatu, durante todo o dia. Basta levar a carteira de vacinação e aproveitar a oportunidade.

Mais informações podem ser obtidas junto a Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Major Matheus, 7, telefone (14) 3811-1100; E-mail: saúde@botucatu.sp.gov.br

Público alvo

- Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

- Crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias;

- Gestantes (em qualquer idade gestacional);

- Puérperas (até 45 dias após o parto);

- Povos indígenas;

- Trabalhadores da saúde;

- Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (prescrição médica obrigatória);

- Professores das escolas públicas e privadas;

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;

- População privada de liberdade;

- Funcionários do sistema prisional;

- Bombeiros, policiais e integrantes das Forças Armadas.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.