Botucatu, segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Política
24/08/2018

Cães abandonados nas ruas da Cidade resulta em requerimento no Legislativo



Relatos enumeram os problemas causados pelos cães errantes, que, ao procurar restos de alimentos, acabam rasgando sacos de lixo e esparramando sujeira pelas vias públicas, além de sujar as calçadas com suas fezes e, ainda, de atacar e até morder várias pessoas

 

Os vereadores Carlos Trigo (PDT) e Abelardo da Costa Neto (MDB) apresentaram em conjunto em sessão legislativa requerimento que traz à tona um problema delicado e preocupante: a grande quantidade de cães abandonados e soltos nas ruas da cidade.  O requerimento foi aprovado por unanimidade e encaminhado ao prefeito Mário Pardini.

Por um lado, os relatos enumeram os problemas causados pelos cães errantes, que, ao procurar restos de alimentos, acabam rasgando sacos de lixo e esparramando sujeira pelas vias públicas, além de sujar as calçadas com suas fezes e, ainda, de atacar e até morder várias pessoas.  Cria um sério problema de saúde pública para a cidade, já que podem transmitir doenças, como raiva e leishmaniose, e causar acidentes.

“Mas, tem também o outro lado, o da preocupação com esses animais, que perambulam de um lado para o outro nas ruas, podendo ser atropelados, e que, sem donos, acabam sofrendo maus tratos, passando fome e que merecem cuidados especiais”, aponta Abelardo.

Para Trigo essa é uma questão complexa. “Por isso queremos saber se há providências sendo tomadas no sentido de sanar esse problema [do grande número de cães soltos e abandonados] nas ruas de nossa cidade. Em caso negativo, pedimos informações sobre projetos ou ações previstas com esse objetivo”, comenta Trigo.

 

APA

Em Botucatu a Associação Protetora dos Animais (APA) realiza um trabalho com a finalidade de estreitar as relações de convivência entre os seres humanos e animais. Como a instituição não possui sede própria nem abrigo para cuidar dos animais abandonados nas ruas pelos seus proprietários (cachorros e gatos), eles são levados ao Canil Municipal para receberem tratamento adequado,  aguardando a adoção. A castração é a única forma que se tem para diminuir a população de animais indesejados que em muitos casos morrem ou exibem uma triste visão nas ruas de Botucatu.

Trabalho desenvolvido com animais é fundamentado pelo Decreto da Lei n° 24.645/34 e Lei Federal n° 9.605/98, que dispõem sobre a tutela de todos os animais pelo Estado e sobre as sanções penais e administrativas que são aplicadas a todo aquele que praticar atividade lesiva ao meio ambiente, incluindo maus tratos, abandono e crueldades contra animais.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.