Botucatu, quarta-feira, 17 de Julho de 2019

Regionais / Brasil
13/02/2019

Horário de verão termina domingo e os relógios devem ser atrasados em uma hora



Foto - Divulgação

O horário de verão 2018/2019 foi mais curto, por ter-se iniciado em novembro, e não em outubro, para que ele não ocorresse entre o primeiro e o segundo turno da eleição

 

Com G1

O horário de verão, que se iniciou em 4 de novembro de 2018, será encerrado neste domingo (17) no Distrito Federal e em dez estados da federação que devem atrasar o relógio em uma hora.

Devem fazer o ajuste os estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

O horário de verão 2018/2019 foi mais curto, por ter-se iniciado em novembro, e não em outubro, devido a um decreto assinado pelo ex-presidente Michel Temer, em 2017, a pedido do Supremo Tribunal Federal (STF) para que ele não ocorresse entre o primeiro e o segundo turno da eleição.

Ainda em 2017, o governo federal analisou o fim do horário de verão, mas um estudo do Ministério de Minas Energia mostrou que o perfil do consumo de energia elétrica está relacionado não ao horário, mas à temperatura, visto que o maior consumo de energia é registrado nas horas mais quentes do dia.

Vale destacar que o horário de verão é a prática de adiantar os relógios em uma hora durante os meses do verão, com o objetivo de fazer com que a luz do dia seja experienciada também durante o início da noite, enquanto sacrificando o horário normal do nascer do sol. Tipicamente, a população de regiões que adotam a medida, avançam uma hora próximo ao início da primavera e retornam para o padrão no outono.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.