Botucatu, quarta-feira, 26 de Junho de 2019

Regionais / Brasil
11/04/2019

Guarda Municipal e Vigilância Sanitária de Itatinga fecham clínica clandestina



Segundo apurou os agentes públicos, o local era inadequado para atender os pacientes sem nenhuma preocupação com a saúde e higiene

 

A Secretaria de Assistência Social de Itatinga está empenhada num trabalho com o objetivo de localizar parentes de 21 pessoas doentes encontradas em uma clínica clandestina que funcionava em uma chácara a 18 km do centro da Cidade. Diversos internos não tinham documentos pessoais.

Um trabalho desenvolvido pela Guarda Civil Municipal e Vigilância Sanitária culminou com o fechamento dessa clínica que mantinha essas 21 pessoas internados, entre dependentes químicos e doentes mentais, sob a coordenação de duas mulheres e um homem. Uma das mulheres é ex-interna.

Segundo apurou os agentes públicos, o local era inadequado para atender os pacientes, sem nenhuma preocupação com a higiene e a saúde, com cômodos sujos e malcuidados. Até a água servida aos doentes não era potável, extraída de uma mina natural próxima de uma fossa céptica.

Também foi constatado, segundo relatório da GCM, que num dos quartos da casa, os pacientes estavam sendo mantidos trancados em cárcere privado. A explicação dada é “para que não fugissem”, já que estariam naquele local contra à vontade.

Mais uma irregularidade no local e inserida no relatório foi o encontro de remédios psicotrópicos de procedência e prazo de validade não comprovados. Também foram apreendidos cartões magnéticos do INSS da aposentadoria de alguns internos que era recebida pelos responsáveis como forma de manter a clínica.

As três pessoas responsáveis pela clínica foram encaminhadas ao distrito policial (DP) de Itatinga onde prestaram depoimento ao delegado Antenor de Jesus Zeque. A autoridade policial civil fez os indiciamentos, tomou as medidas cabíveis e acionou a Assistência Social do Município para identificar a todos os doentes que estavam internados naquela clínica.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.