Botucatu, segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Regionais / Brasil
30/04/2019

Tribunal de Contas fiscaliza 275 delegacias de cidades de SP, entre elas Botucatu



Ação ordenada começou às 8h00 desta terça-feira (30/4) e vistoria condições de infraestrutura, equipamentos, condições de trabalho e atendimento ao pública; Fiscalização englobou 225 cidades do interior, litoral, região metropolitana e capital

 

De acordo com divulgação da assessoria de imprensa do governador João Dória, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) está realizando uma fiscalização ordenada em 275 Delegacias de Polícia da capital, interior e litoral para verificar – em tempo real – as condições de trabalho e atendimento á população.

A ação, com início às 8h00 desta terça-feira (30/4), está sendo de forma concomitante em 225 cidades paulistas. Botucatu e outras cidades da região como São Manuel,  Pederneiras, Jaú, Pirajuí, Macatuba, Tietê, Cesário Lange, Boituva, entre outras, fazem parte desse roteiro.

O objetivo da fiscalização é vistoriar as condições de trabalho das delegacias (acessibilidade, instalações, conforto, limpeza, equipamentos); verificar questões funcionais e de pessoal (escalas de trabalho, controle de ponto, e efetivo); checar quesitos de uso, controle de equipamentos (viaturas, equipamentos informática, mobiliário, almoxarifado e materiais de consumo) e outras possíveis ocorrências.

Os fiscais do TCE ainda realizam uma pesquisa de satisfação com servidores e a população atendida de modo a verificar o nível de satisfação com os serviços e infraestrutura dos locais visitados. As informações constarão de um relatório preliminar, bem como fotos e vídeos da ação fiscalizatória serão tabuladas e divulgadas pelo Tribunal de Contas ao final do dia.

 

Fiscalizações Ordenadas

Realizadas desde 2016 pela Corte de Contas paulista, as ‘fiscalizações ordenadas’ são realizadas de forma surpresa – nas quais os agentes de fiscalização saem a campo, de forma concomitante e em tempo real, para avaliar não só a legalidade, mas também a qualidade do gasto dos recursos em políticas e serviços públicos.

As ‘fiscalizações ordenadas’ consistem no deslocamento de agentes para inspecionar ‘in loco’, diversas áreas da Administração como transporte, merenda e material escolar; almoxarifado; tesouraria; creches; hospitais; unidades básicas de saúde; obras públicas; resíduos sólidos, segurança, entre outras.

Da Assessoria










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.