Botucatu, segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Regionais / Brasil
01/05/2019

Permanência de unidade regional do Ibama em Botucatu já tem adesão de seis cidades



Unidade Regional de Atendimento Técnico atende no prédio do Poupatempo

 

Além de Botucatu vereadores das cidades de Porangaba, Tatuí, Laranjal Paulista, Pratania e São Manuel, também já deram entrada em requerimentos com o mesmo propósito

 

Na primeira quinzena do mês de abril os vereadores da Câmara Municipal de Botucatu aprovaram requerimento elaborado pelo parlamentar Antônio Vaz de Almeida - Cula (PSC) solicitando a permanência da Unidade Regional de Atendimento Técnico (URAT), ligado ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Produtos Renováveis (IBAMA).

Iniciativa se deu em razão de o governador João Doria anunciar a desativação de todos as URATs espalhados pelo interior paulista entre eles a de Botucatu que atende a região em casos de conciliação de multas de crimes contra o Meio Ambiente (caça, pesca, desmatamento, incêndio, entre outros), proteção a APP - Área de Proteção Permanente (como preservação de nascentes e matas nativas), preservação da fauna e flora silvestre, atendimento aos criadores preservacionistas de aves, entre outros.

Com o mesmo propósito, vereadores da região, como o de Porangaba, Bruno Augusto Rosa; de Tatuí, Fábio José Menezes Bueno; de Laranjal Paulista, Tiago Roma Zanchetta; de Pratania, Jozimar Antônio Aníbal;  e de São Manuel Marco Aurélio Micheletto, com apoio do prefeito Ricardo Salaro, também entraram nessa batalha para que a unidade seja mantida em Botucatu. Requerimentos foram aprovados por unanimidade.

Os requerimentos foram encaminhado ao secretário estadual de Meio Ambiente, Marcos Penido, ao governador João Dória; aos deputados estaduais Fernando Cury, Campos Machado, Itamar Borges, Alcides de Moura Campos e Edmir Chedid; aos secretários de Meio Ambiente e prefeitos das seis cidades; ao Núcleo Regional de Programas e Projetos (NRPP), de Sorocaba; e à  diretoria da Unidade Regional de Atendimento Técnico (URAT) de Botucatu. Políticos de outras cidades também já deram entrada em requerimentos com o mesmo propósito e que deverão ser votados nos próximos dias.

Vale destacar que a URAT de Botucatu que atende a mais de 20 cidades e funciona no prédio do Poupatempo, no Jardim Paraíso, é subordinado ao Núcleo Regional de Programas e Projetos (NRPP) sediado em Sorocaba e à Secretaria Estadual de Meio Ambiente.

Iniciativa dos vereadores se deu em razão de o governador João Doria anunciar a desativação de todos as URATs espalhados pelo interior paulista entre eles a de Botucatu que atende a região em casos de conciliação de multas de crimes contra o Meio Ambiente (caça, pesca, desmatamento, incêndio, entre outros), proteção a APP - Área de Proteção Permanente (como preservação de nascentes e matas nativas), preservação da fauna e flora silvestre, atendimento aos criadores preservacionistas de aves, entre outros.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.