Botucatu, domingo, 20 de Outubro de 2019

Segurança
07/03/2017

Caminhoneiro assaltado e mantido refém por 13 horas é liberado em Botucatu



Fotos - Valéria Cuter

Condutor do caminhão relata que foi abordado por dois homens armados que estavam em um GM Corsa Sedan preto e fizeram com ele descesse do caminhão e entrasse na parte traseira do carro e permanecesse deitado, com um pano cobrindo seu corpo

 

Na manhã desta terça-feira os policiais especializados da  Delegacia de Investigações Gerais (DIG) sob o comando do delegado Geraldo Franco Pires recuperaram um caminhão bitrem que era produto de roubo ocorrido na tarde desta segunda-feira, em Araçariguama. Os marginais levaram o cavalo do caminhão com as duas carretas tanques carregando mais 45 mil litros de gasolina. A carga com valor estimado em mais de R$ 140 mil saiu de Guarulhos e tinha como destino a cidade de Bauru.

O condutor desse caminhão, com placas da cidade de João Monlevade, Minas Gerais,  Wesley Evangelista aceitou falar com a reportagem e contou que  foi abordado por dois homens armados que estavam em um GM Corsa Sedan preto e fizeram com ele descesse do caminhão e entrasse na parte traseira do Corsa e permanecesse deitado, com um pano cobrindo seu corpo. “Eles só me pediram que deixasse as mãos descobertas à vista deles e em momento algum foram agressivos. Falavam que se tudo desse certo pra eles, tudo ia dar certo pra mim também”, lembra o motorista.

Na sequência os assaltantes passaram a trafegar com o carro e regularmente um deles falava ao celular. “Eu não sabia onde estava e o que havia sido feito com o caminhão e fiquei muito tempo com eles. Fui abordado os volta das 14 horas de ontem (segunda-feira) e só fui liberado na madrugada de hoje (terça-feira) às 3 horas, na  Rodovia  Castelo Branco (SP-280), próximo ao pedágio (Itatinga). Só então pude avisar a polícia e narrar o que havia ocorrido”, disse Evangelista.

O delegado Geraldo Franco Pires conta que foi informado que o rastreamento indicava que o caminhão estava parado em um ponto da SP209 Rodovia João Hipólito Martins - Castelinho, desde as 10 horas da manhã. “Passamos a efetuar buscas e localizamos o cavalo do caminhão na altura do km 12, abandonado próximo ao acostamento da rodovia ocultado por uma moita de bambu e que um boletim de ocorrência sobre o roubo do caminhão estava em andamento em Pardinho.   Ainda pela manhã tivemos a informação de que as duas carretas foram encontradas abandonadas em Mauá. Ambas estavam vazias”, conta o delegado.

Franco Pires aponta que o roubo foi cometido por uma quadrilha especializada que age nas rodovias do estado e cumpre um roteiro cronológico. “Eles mantiveram o motorista como refém por várias horas, levaram as carretas tanques para um local incerto onde descarregaram a gasolina e devolveram os tanques. Depois deixaram o cavalo e o motorista em Botucatu. O Corsa Sedan que eles usaram para render o motorista em Araçariguama também deve ser produto de roubo ou furto”,  deduz o  delegado. “O trabalho investigativo continua”, complementou.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.