Botucatu, quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

Segurança
22/03/2017

Enxame de abelhas assusta moradores do Residencial Santa Maria



Foto - Divulgação

Quando os moradores perceberam o enxame acionaram  o Corpo de Bombeiros, além da equipe da Vigilância Sanitária e  Guarda Civil Municipal e, embora as abelhas tenham causado um grande susto apenas um senhor de 58 anos levou picadas

 

Ao final da tarde desta quarta-feira (22) um grande enxame de abelhas africanizadas (cruzamento entre a abelha européia e a africana) causou momentos de tensão e medo aos moradores da Rua Vicente Ventrella, última rua do Residencial Santa Maria.  Quando os moradores perceberam o enxame acionaram  o Corpo de Bombeiros que isolaram a área de risco. Também estiveram no local a equipe da Vigilância Sanitária e Guarda Civil Municipal.

Embora as abelhas tenham causado um grande susto entre os moradores, apenas um senhor de 58 anos levou algumas picadas, mas não foi necessário fazer seu encaminhamento ao Pronto Socorro Regional (PS). O enxame havia se alojado em um sofá velho que havia sido jogado em um matagal e foi controlado.  

Nessa época do ano as abelhas se reproduzem mais rápido por causa das floradas, gerando novas rainhas que precisam criar novas colméias, já que cada enxame pode ter apenas uma abelha rainha.  Com isso,  acontece o processo de enxameamento com a revoada das abelhas de uma nova geração que nasceu na colméia original.  Por estar procurando um local para se alojarem as abelhas ficam muito agitados e acabam se transformando em ameaça. Como elas não têm ouvidos, reagem a vibrações, podendo atacar o ser humano e animais domésticos. De acordo com o número de picadas pode causar mortes. Em Botucatu vários casos de ataque de abelhas já foram registrados, havendo até  mortes.

Em épocas de escassez de néctar, é comum ver abelhas invadindo residências, confeitarias e panificadoras à procura de açúcar. Estas são inofensivas, jamais aplicam ferroadas - a menos que alguém as apalpe, esmague ou tente afugentá-las com movimentos bruscos. A presença de algumas abelhas não representa um fator de risco para as pessoas nem indica a presença de colméia próxima, já que elas percorrem uma distância média de dois quilômetros em busca de comida.

Para quem se descobre próximo a um enxame ou entra em contato com ele, especialistas aconselham permanecer em silêncio e cobrir o rosto, afastando-se calmamente da área. Mas se ocorrer uma picada, o jeito é fazer o oposto: deixar o local o mais rápido possível, pois cada ferroada libera feromônios que as deixam ainda mais agressivas. Outras dicas básicas para os que planejam passear em áreas silvestres são evitar perfumes e usar roupas claras.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.