Botucatu, domingo, 20 de Outubro de 2019

Segurança
10/08/2017

GCM localiza cidadão acusado de praticar crime de receptação



Averiguado é bastante conhecido nos meios policiais e em sua extensa ficha criminal, consta, além de recetação (artigo 180 do Código Penal), infrações aos artigos 121 (homicídio);  155 (furto); 157 (roubo), e 171 (estelionato)

 

Nesta quarta-feira, dia 9. os guardas civis municipais Ronaldo e Castilho localizaram um indivíduo de 44 anos, acusado de ter comprado uma máquina do tipo makita (ferramenta usada para cortar azulejos), furtada numa casa em reforma na Rua Raul Torres, região da Vila Mariana, durante a primeira hora da madrugada de terça-feira, dia 8.

Ao ser questionado sobre a ferramenta o receptador admitiu ter comprado o produto sem saber que havia sido furtado. Conduzido ao plantão policial permanente ele foi apresentado ao delegado Nelson Burin Neto que elaborou o boletim de ocorrência (BO) de receptação, sendo o homem ouvido e liberado. A máquina foi devolvida ao proprietário.

Vale destacar que esse cidadão localizado pela GCM é de alta periculosidade e bastante conhecido nos meios policiais. Em sua extensa ficha criminal, consta, além de receptação (artigo 180 do Código Penal), infrações aos artigos 121 (homicídio);  155 (furto); 157 (roubo), e 171 (estelionato). Apesar dos crimes ele não consta na lista de procurados da justiça.

 

O furto

Na ocasião do crime os agentes municipais realizavam patrulhamento preventivo/ostensivo pela região da Vila Mariana quando visualizaram o rapaz carregando uma lata de tinta de 18 litros durante a madrugada, gerando suspeita e a opção pela abordagem. Na entrevista o averiguado admitiu que havia subtraído a lata de tinta de uma casa em obras onde estava prestando serviço como servente de pedreiro. Para entrar na casa estourou uma das janelas.

Esse cidadão também confessou que pouco antes de ser abordado já havia entrado naquela mesma construção para furtar uma makita, produto este que havia vendido por R$ 30 para comprar entorpecente.  Ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao plantão permanente da Polícia Civil, onde a delegada Michela Aparecida Ragazzi confeccionou o boletim de ocorrência (BO) ratificando a prisão feita pela GCM e encaminhou o indiciado à cadeia transitória de Itatinga.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.