Botucatu, quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

Segurança
18/06/2018

Automóvel furtado em Piracicaba é localizado na zona rural de Botucatu



GCM continua realizando apreensão de veículos em estado de abandono em Botucatu, cumprindo o que determina a Lei Municipal 5.442/2013, implantada na Cidade no início de 2014

 

A Guarda Civil Municipal (GCM) com os agentes Celso e Petenucci atendendo uma denúncia feita por um munícipe, esteve na Estrada Municipal José Italo Bachi, zona rural da Cidade, onde um automóvel Fiat Uno havia sido abandonado.

Em consulta pela internet, via Informações de Segurança (Infoseg) os agentes constataram que o veículo era produto de furto ocorrido em Piracicaba. Foi, então,  acionado o guincho para codução do veículo até o plantão policial permanente para que a delegada Simone Alves Firmino tomasse ciência dos fatos elaborando boletim de ocorrência de localização/apreensão de veículo furtado.

Vale destacar que a GCM continua realizando apreensão de veículos em estado de abandono em Botucatu, cumprindo o que determina a Lei Municipal 5.442/2013, implantada na Cidade no início de 2014. Os carros abandonados são notificados e os proprietários têm um prazo de 10 dias para providenciarem a remoção, sob pena de terem o bem recolhido ao pátio, além de arcar com o pagamento de multa e custos com guincho e diárias. Se o veículo não for retirado em 90 dias será leiloado e a arrecadação cobrirá os gastos.

Essa operação é realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran) e Polícia Militar (PM) por questão de segurança, pois muitas vezes esses veículos acabam sendo utilizados por bandidos para esconder entorpecentes e outros tipos de drogas ilícitas. Além de ser uma questão de saúde pública, visto que esses veículos podem acumular água e se tornar possíveis criadouros para o mosquito da dengue. A ideia principal dessa lei é deixar a cidade limpa e segura..

A situação de abandono é caracterizada quando o veículo permanece estacionado no mesmo local da vida ou logradouro público por mais de 15 dias consecutivos, desde que apresente uma ou mais das seguintes condições: sinais exteriores de visível estado de decomposição e mau estado de conservação ou impossibilitado de se locomover por seus próprios meios; ausência de placas de identificação obrigatória; vidros quebrados ou portas destrancadas, de tal forma que permita o acesso de pessoas em seu interior; falta de uma ou mais rodas ou pneus; sinais de incêndio, depredação ou destruição.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.