Botucatu, quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

Segurança
27/06/2018

Mulher que perdeu a tutela pega criança da casa dos avós sem autorização



Tutor pode perder a guarda de um filho, geralmente provocada por denúncia anônima, em diversas situações por determinação judicial que avalia cada caso, isoladamente

 

A Guarda Civil Municipal (GCM) com os profissionais do Conselho Tutelar atendeu nesta terça-feira, dia 26, a um caso envolvendo uma mulher que teria apanhado o filho de 7 anos sem autorização dos tutores (avós) e foi visitar um parente que está internado no Hospital do  Serviço de Atendimento e Referência em Álcool e Drogas (SARAD),  instituição ligada ao Programa Recomeço do Estado de São Paulo, destinado ao tratamento e reabilitação de dependentes químicos, especialmente de crack.

Entretanto, essa mulher mesmo sendo mãe biológica não poderia ter agido dessa forma com relação à criança, uma vez que ela perdeu a guarda por determinação do juiz da Vara da Infância e Juventude. Não foi divulgado os motivos que levaram  esta cidadã de perder a tutela da criança.

Ao tomarem conhecimento de que a criança havia sido levada pela mãe, os tutores responsáveis acionaram a Guarda Municipal que compareceu ao SARAD,  juntamente com Conselho Tutelar e a criança foi devolvida aos avós. Instituição está instalada em área do Hospital Professor Cantídio de Moura Campos, na Avenida José Ítalo Bacchi.

Vale destacar que o tutor de uma criança pode perder a guarda em diversas situações comprovadas, como:  situação de risco pra criança, má alimentação, falta de higiene da casa onde vive, das roupas e do preparo do alimento, uso de drogas e bebida alcoolica na frente da criança, abandono, maus tratos, violência doméstica e emocional, tentativa de alienação parental, entre outras.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.