Botucatu, sábado, 24 de Agosto de 2019

Segurança
08/08/2019

Botucatu já especula nomeação de um novo delegado seccional de polícia



Antônio Soares da Costa Neto comanda as unidades da Polícia Civil de 13 municípios

 

Para ser promovido a seccional o delegado tem que ter de classe especial e em Botucatu alguns profissionais se encaixam nessa situação e poderiam assumir o cargo

 

O delegado seccional de polícia de Botucatu, Antônio Soares da Costa Neto, responsável pelo comando das unidades da Polícia Civil de 13 municípios da região, está prestes a se aposentar. Ele já fez o pedido de seu afastamento para que seja publicado no Diário Oficial do Estado (DOE). Embora não tenha uma data prevista para que isso aconteça, já que essa normativa vem da Secretaria de Estado de Segurança Pública, alguns nomes para substituí-lo começam a ser ventilados.

Para ser promovido a seccional o delegado tem que ter de classe especial e em Botucatu alguns profissionais como o de Lourenço Talamonte, Jonas Petillo e Celso Olindo se encaixam nessa situação e poderiam assumir o cargo. Entretanto, não é descartada a possibilidade de que outro delegado de classe especial que não seja da Cidade seja nomeado, como já aconteceu no passado.

Por ser um cargo de confiança, o substituto de Soares Neto será definido pela Secretaria de Segurança Pública, mas essa decisão terá grande influência do delegado Osmar Guimarães Júnior, que é o atual diretor do Departamento de Polícia Judiciária Interior 7 – Sorocaba (Deinter 7), que  comanda as delegacias seccionais de polícia de Avaré, Botucatu, Itapeva, Itapetininga e Sorocaba, agregando 79 municípios.

A trajetória de Soares Neto no comando da Seccional em Botucatu é bastante interessante já que passou por várias delegacias da Cidade, como o 1º Distrito Policial (DP),  Delegacia de Investigações Gerais (DIG),  Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE),  Circunscrição de Transito (Ciretran), assistente da Delegacia Seccional e, finalmente, delegado seccional.

Ele também foi responsável pela desativação da cadeia pública de Botucatu, inaugurada nos anos 60 e não oferecia condições estruturais e físicas para recolhimento de presos. Também foi dele a iniciativa de unificar distritos policiais para otimizar os serviços, assim como ser um dos responsáveis pela união das forças de segurança no combate ao crime fazendo com que Botucatu figurasse entre as cidades mais seguras do Estado.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.