Botucatu, sábado, 25 de Maio de 2019

Turismo / Meio Ambiente
25/01/2018

Plano Diretor de Turismo será votado na Câmara em sessão extraordinária



A  urgência para a votação desse projeto é em razão de o prazo para a apresentação das propostas e documentos junto a Assembleia Legislativa que se expira em abril de 2018


Em meio ao recesso parlamentar que termina dia 5 de fevereiro os vereadores se reúnem em sessão extraordinária na próxima segunda-feira, dia 29, para votar o Projeto de Lei Complementar nº 004 de 4 de janeiro de 2018, que regulamenta o Plano Diretor de Turismo.

A  urgência para a votação desse projeto é em razão de o prazo para a apresentação das propostas e documentos junto a Assembleia Legislativa que se expira em abril de 2018, e  até o momento mais de 70 municípios já obtiveram o título de Município de Interesse Turístico, razão pela qual foi encaminhada a proposta à Câmara Municipal, até mesmo para que a proposta seja submetida à aprovação em sessão extraordinária.

“Dentre os municípios contemplados estão Bofete, Pardinho, Lençóis Paulista, Torre de Pedra, Agudos e outros da região, restando até dezembro de 2017 apenas 69 vagas e é de nosso conhecimento que já existem muitos outros processos em trâmite na Assembleia Legislativa e que com o retorno dos trabalhos a partir de fevereiro muitos outros municípios estarão nesta disputa de entrega de seus projetos e documentos para a obtenção do título de Município de Interesse Turístico”, colocou o secretário adjunto em Assuntos de Turismo, Augusto Tecchio.

Secretário aponta que o projeto foi desenvolvido de forma participativa envolvendo a população e empresas. Além de nortear os passos do desenvolvimento do turismo na Cidade, com o Projeto de Lei aprovado Botucatu poderá pleitear uma vaga entre os Municípios de Interesse Turístico no Estado de São Paulo. “Este Plano com certeza nos trará benefícios, em especial concorrer para termos o selo de Município de Interesse Turístico (MIT). Se conseguirmos essa aprovação poderemos receber até R$ 600 mil por ano para investirmos em infraestrutura turística”, afirma Tecchio.

A Câmara dos Vereadores aprovando o Projeto de Lei e o mesmo sendo sancionado pelo prefeito Mário Pardini, se abre a oportunidade para que o Governo do Estado de São Paulo discuta a inclusão de Botucatu entre os MITs. Além de auxiliar na infraestrutura turística da Cidade, a população e o comércio botucatuense devem ser beneficiados com o MIT.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.