Botucatu, segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Turismo / Meio Ambiente
09/05/2018

Museu do Café traz para Botucatu o trabalho da artista plástica Rosa de Jesus



Oscar D’ Ambrosio, curador da Mostra, aponta que “a artista oferece, tanto nas formas diluídas, quanto na intensidade das cores, uma expressão visual própria”

 

O Museu do Café da Fazenda recebeu nova exposição para o mês de maio e traz pela primeira vez em Botucatu os trabalhos da artista plástica Rosa de Jesus da Companhia de Arte e Cultura de São Paulo. A artista possui um conjunto de obras agregados em três séries: “Queimadas”, “Blue” e “Legs”. A mostra que estará no Museu é da serie “Queimadas”.

“O que elas têm em comum é a expressividade na forma de lidar com a existência. Revelam uma posição de inconformismo com a realidade circundante, estabelecendo um universo peculiar em que a arte se realiza em suas possibilidades de construir um discurso”, afirma Oscar D’ Ambrosio, curador da Mostra. “A queimadas ilustradas no trabalho da artista  não são apenas as da natureza, mas principalmente as que podem marcar a alma de cada um dentro de seu percurso existencial”, complementa.

Para D´Ambósio, que é mestre em artes pela Unesp e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie, a artista oferece, tanto nas formas diluídas, quanto na intensidade das cores, uma expressão visual própria. “Cada obra traz um repertório que inclui as experiências anteriores e a busca interna por novas respostas. Isso inclui o desenvolvimento da própria técnica e a construção de visões internamente coerentes”.

A produção cultural da Mostra é de José Eduardo Candeias. “Os trabalhos da artista ficarão no Museu, como sempre, durante 30 dias, podendo ser visitada no horário de funcionamento do Museu, de segunda a sexta e feriados das 8 às 17 horas e aos sábados e domingos das 12 às 18 horas”, explica Candeias.

 

VIVA Turismo

Também o Museu do Café desenvolveu juntamente com a agência “VIVA – Turismo Receptivo” e a Escola “Bebê a Bordo”, um trabalho voltado a despertar nos alunos na faixa de 5 anos, o interesse pela história. Aproximadamente 60 alunos, divididos em turmas de 15 realizaram visita ao Museu, desenvolvendo uma prova de “Caça ao Tesouro”.

 

Números

De acordo com o coordenador do Núcleo, José Eduardo Candeias o Museu do Café fechou o mês de abril com exatos 2.307 visitantes. O acumulado do ano atinge a marca de 7.771 pessoas. Já o acumulado do período de janeiro de 2006 a abril de 2018 atinge a 243.895 visitantes.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.