Botucatu, sábado, 25 de Maio de 2019

Turismo / Meio Ambiente
21/12/2018

Botucatu fica em segundo lugar no programa estadual Munícipio VerdeAzul 2018



Programa é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente que avalia os municípios com melhor desempenho em diversos quesitos ambientais, com o objetivo de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental 

 

Botucatu mais uma vez foi destaque no ranking do Programa Município VerdeAzul 2018, que premia cidades com iniciativas ambientais. A Cidade conquistou 93,96 pontos, ficando atrás apenas de São José do Rio Preto, que registrou 94,65.

O Programa Município VerdeAzul é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente que começou em 2007 e avalia os municípios com melhor desempenho em diversos quesitos ambientais, com o objetivo de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental. 

Desde o ano de 2008, quando participou pela primeira vez, Botucatu só não se classificou para o prêmio em uma edição, a de 2010. A partir de então, as notas foram superiores a 90 pontos, o que coloca o município em segundo lugar no ranking geral do prêmio.

“O ranking geral é uma média dos últimos dez anos do programa. Isso mostra o comprometimento da nossa equipe da Secretaria do Verde e também de todos os munícipes, empresas e instituições parceiras, que se empenham durante todo o ano para desenvolver ações ambientais em Botucatu. Sem a colaboração de todos, jamais teríamos alcançado resultados tão expressivos”, salientou Márcio Piedade Vieira, secretário do Verde.

“O trabalho ambiental deve ser feito por todos, desde os coletores de lixo e materiais recicláveis, até as grandes empresas e o Poder Público. Somos muito gratos a todos os parceiros de Botucatu, porque este tipo de parceria não fortalece apenas o nome da nossa Cidade e sim o nosso meio ambiente como um todo”, completou Fernanda Bernardi, diretora de Educação Ambiental da Secretaria do Verde.

Neste ano, a classificação para o Município VerdeAzul teve alterações nas diretrizes, o que dificultou a classificação das cidades. Municípios que se destacaram na edição anterior, perderam posições neste ano.

“Mesmo com as mudanças no sistema de pontuação e no aumento do rigor do Prêmio, Botucatu conseguiu uma nota maior do que no ano passado e passou de terceiro para o segundo lugar na classificação. Um dos pontos que mais nos beneficiaram foi a arborização.

Enquanto em 2017 tivemos nota 7,3, neste ano conseguimos 9,1 neste quesito”, destacou Leonardo Fugueral, diretor da Secretaria do Verde, indicando que para o próximo ano, a meta é criar ainda mais parcerias, desta vez com os municípios vizinhos e assim criar um polo ambiental. 

“As cidades vizinhas não conseguiram se classificar, então queremos chamá-las para serem nossas parcerias. Queremos dividir iniciativas e ajudá-las a entrar neste ranking. Desse jeito nossa região se tornará um polo ambiental e quem ganha com isso somos nós, que teremos um meio ambiente mais rico”, completou Márcio Piedade Vieira.

Além do segundo lugar no VerdeAzul, Botucatu também conquistou o primeiro lugar no prêmio Franco Montoro, que premia as cidades da Bacia Hidrográfica do Tietê/Sorocaba com as melhores iniciativas ambientais. Neste prêmio, participaram quase 40 cidades e Botucatu foi a que se destacou dentro das diretivas.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.