Botucatu, sábado, 20 de Julho de 2019

Turismo / Meio Ambiente
12/02/2019

Ministério do Meio Ambiente e ONU coloca Botucatu como exemplo em ações ambientais



Secretário do Verde destaca que Botucatu é uma Cidade que está se desenvolvendo bastante, com muitas obras importantes, mas que não está deixando de lado a questão ambiental

 

Dois projetos desenvolvidos pela Secretaria Municipal do Verde foram destaques na Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), programa do Ministério do Meio Ambiente e que tem o apoio da Organização das Nações Unidas, ONU. O primeiro, de gestão de uso racional da água nos prédios da Prefeitura, fez o Município economizar R$ 272.916,00.

A Controladoria Municipal identificou pontos com alto consumo de água e instalou redutores de vazão nas torneiras. Torneiras automáticas e válvulas de descargas também foram reguladas, bem como foi realizada a eliminação de vazamentos e substituição de torneiras antigas por torneiras com arejador. Além disso, todo o consumo de água passou a ser acompanhado por planilhas eletrônicas.

O segundo projeto destacado é o de gestão de resíduos sólidos. Uma parceria entre o Verde e a Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp de Botucatu, transforma galhos de árvores em adubo. Os resíduos das árvores provenientes do serviço de poda da Prefeitura são misturados com esterco de animais, melhorando as propriedades físicas e químicas do composto. Depois de pronto, o material orgânico é destinado a hortas comunitárias, levando mais qualidade à produção de alimentos e contribuindo com a preservação ambiental. Ao todo foram 1050 m³ de composto orgânico produzidos durante 2018 e 14 hortas comunitárias atendidas com esse material.

“Hoje Botucatu é uma Cidade que está se desenvolvendo bastante, com muitas obras importantes, mas que não está deixando de lado a questão ambiental. É fundamental termos ações que preservam a água, cuidam do meio ambiente, e transformam aquilo que seria descartado em algo benéfico para a população. Ficamos muito felizes com esse destaque dado pelo Ministério do Meio Ambiente e vamos continuar trabalhando neste sentido”, afirma Márcio Piedade Vieira, secretário municipal do Verde.

A Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), estimula os órgãos públicos do país a implementarem práticas de sustentabilidade.  Em novembro de 2018 foi realizada uma chamada pública que convidou órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário, instituições de ensino e pesquisa, empresas públicas e privadas, cooperativas e organizações não governamentais a inscreverem iniciativas (práticas, projetos, programas e políticas) com resultados positivos comprovados durante sua implementação em órgãos públicos ou na execução de políticas públicas.










© Alpha Notícias. Todos os direitos reservados.